segunda-feira, 27 de fevereiro de 2017

CAMPANHA 2017 POESIA À MESA

S. João da Madeira recebe, em 2017, a 15ª edição da Campanha Poesia à Mesa, evento que decorre nesta cidade desde 2003.




A Poesia à Mesa, projeto da Câmara Municipal de S. João da Madeira, tem vindo a assumir gradualmente um grande papel cultural, não só a nível local como nacional, sendo hoje uma das imagens fortes da cidade.
Mais do que apenas assinalar o Dia Mundial da Poesia (21 de Março), esta campanha tem vindo a contribuir para a promoção e divulgação de um vasto conjunto de poetas e suas obras, incentivando a população a adquirir hábitos da leitura através de um conjunto de ações muito diversificado e dirigido a diferentes segmentos de públicos.
A Campanha Poesia à Mesa tem, a cada ano que passa, uma maior adesão, envolvendo a comunidade não apenas na sua condição de espectadora mas também de produtora de conteúdos e mensagens, como é o caso evidente da Peregrinação Poética ou da Poesia na Corda.
Para além dos públicos locais e fruto de uma programação diversa e de qualidade que contempla espetáculos, exposições, oficinas criativas poéticas, declamações em bares, restaurantes e fábricas, animação de rua, apresentações de livros, conferências com poetas, entre outras, este evento tem aproximado, a S. João da Madeira, públicos provenientes de toda a região norte do país.
Como marca distintiva desta iniciativa, saliente-se a produção de um vasto conjunto de materiais (toalhetes de mesa e bases de copos e chávenas, pacotes de açúcar, t‑shirts, sacos de pão, aventais, lápis) onde são impressos os textos dos poetas trabalhados a cada campanha. Distribuídos massivamente, estes materiais levam aos restaurantes, cafés, bares, padarias e comércio em geral, a palavra do poeta e a sua própria imagem.
Todos os anos são então selecionados e homenageados seis novos poetas, cuja obra fica em destaque durante o evento em todas as iniciativas culturais organizadas.
A imagem desses poetas e de pequenos poemas da sua autoria são apresentados em todos os materiais produzidos, nomeadamente, nos toalhetes de mesa, bases de copos e chávenas, pacotes de açúcar, sacos de pão, aventais, separadores de livros, lápis, entre tantos outros. Durante toda a campanha, estes materiais estão disponíveis em todos os cafés, restaurantes, padarias e bares da cidade.

O programa, sempre vasto e diversificado, tem contado todos os anos com inovações culturais, demonstrando que a poesia pode ser encenada, cantada, recitada e, sobretudo, servida à mesa de restaurantes e bares. 

Sem comentários: